A luta das mulheres, meninas e pessoas que gestam avança na América Latina!

Por Marcela Prest

A luta das mulheres, meninas e pessoas que gestam avança na América Latina!

Foi aprovado nessa madrugada no Congresso argentino o projeto de Interrupção Voluntária da Gravidez. Após mais de 20 horas de debate, com 131 votos a favor e 119 contra, o projeto segue para aprovação no Senado. QUE SEJA LEI!

Desde 2018 as argentinas têm organizado uma grande onda verde, com milhares de mulheres de todas as idades tomando as ruas na luta pelo direito de decidir sobre seus corpos. Assim como no Brasil, na Argentina a pauta da legalização do aborto é histórica do movimento de mulheres, para garantir a vida de milhares de meninas, mulheres e pessoas que gestam, que morrem em decorrência de abortos clandestinos.

É importante dizer que o projeto de legalização do aborto na Argentina pensa a saúde das mulheres na sua integralidade, por isso ele prevê também a ampliação do auxílio à maternidade e o acompanhamento do Estado para as crianças até os 3 anos.

Essa vitória é fruto da mobilização e organização das mulheres argentinas que não arredaram o pé das ruas na defesa da vida e pela autonomia dos seus corpos! Que o Brasil se inspire nessa vitória e tire o tema da legalização do aborto da clandestinidade, colocando luz sobre ele como uma questão de saúde pública, pelo direito sobre os nossos corpos e do direito à vida das mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *