Câmara aprova requerimento de Jhonatas que pede informações sobre desapropriações de imóveis para a implantação do BRT

ASCOM Jhonatas Monteiro

A Câmara Municipal aprovou na última terça-feira (21) um requerimento de autoria do nosso mandato, que pede informações sobre supostas desapropriações realizadas em Feira de Santana para a implantação do BRT.

A realização de desapropriações veio a público na última audiência para avaliação das metas fiscais do município, quando o secretário municipal da Fazenda respondeu um questionamento feito por Jhonatas sobre o uso dos recursos.

A informação causou estranheza, uma vez que o trajeto do BRT se dá nas principais avenidas do município, e não há clareza se imóveis foram desapropriados ou não nessas áreas. Diante da aparente controvérsia, nosso mandato entende que é fundamental ter informações detalhadas sobre quais imóveis teriam sido desapropriados, em quais locais e por qual valor. Afinal de contas, trata-se de recursos públicos, aplicados em algo tão importante como o transporte coletivo – precário em nosso município – e em uma obra controversa como é o BRT de Feira de Santana.

É importante destacar que, custando cerca de 97 milhões de reais aos cofres públicos, a implantação do BRT foi, desde o princípio das obras, alvo de contestação por parte da sociedade civil. A principal alegação é de que o sistema não atende às reais necessidades da população, mas ao longo dos anos também se contestou a derrubada de árvores na avenida Getúlio Vargas para a construção das estações e a destinação de grande parte dos recursos para intervenções que beneficiam a circulação de carros – a exemplo das trincheiras no cruzamento entre as avenidas Getúlio Vargas e Maria Quitéria – e não os próprios ônibus do BRT.

Além disso, a obra, iniciada em 2015, permanece inconclusa, e a parte em funcionamento não corresponde a um sistema BRT de fato, segundo constatação de uma comissão especial criada pela Câmara Municipal com o objetivo de fiscalizar o sistema. 

Seguimos em luta, fiscalizando o uso dos recursos públicos pela prefeitura e por um transporte coletivo de qualidade em Feira de Santana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *