Existe remédio para o transporte coletivo feirense?

O preço pago todo dia por milhares de feirenses é um roubo, considerando-se qualquer critério de qualidade do serviço. A partir de estudos produzidos na UEFS, há anos estão “sobre a mesa” propostas alternativas para recalcular (e baratear) aquela que é uma das tarifas mais caras do Brasil. Porém, mais que preço alto, o transporte coletivo no município significa transtorno diário pela demora, superlotação e precariedade dos ônibus.

Ler mais

Mobilidade urbana em Feira de Santana: assista o debate promovido pelo grupo Territorialidade, Direito e Insurgência

Por iniciativa do grupo de pesquisa Territorialidade, Direito e Insurgência, que atua no Curso de Direito da UEFS, Jhonatas Monteiro participou do diálogo online sobre “Mobilidade urbana: um olhar para Feira de Santana no contexto da pandemia” ao lado do economista Rosevaldo Santana.

Ler mais