Em carta, professorado contratado via REDA denuncia irregularidades praticadas pela Prefeitura

As professoras e professores da rede municipal contratados pelo REDA (Regime Especial de Direito Administrativo) lançaram, na última segunda-feira (30), uma carta aberta ao prefeito Colbert Martins Filho, à secretária Anaci Paim e à comunidade escolar, onde denunciam a situação ilegal das suas condições de trabalho.

A categoria alega que o professorado tem cumprido uma carga horária de trabalho maior do que as 20 horas previstas em edital. Além disso, a Secretaria Municipal de Educação (SEDUC) não tem disponibilizado a reserva de um terço da carga horária para planejamento, ferindo a Lei Federal 11.738/2008. Apesar da situação de grave ilegalidade, tanto Anaci Paim, quanto o prefeito Colbert Martins Filho tem ido à mídia propagar mentiras, afirmando que os professores estão tendo seus direitos respeitados, o que não condiz com a realidade.

Como se não bastassem os problemas que a rede municipal de educação já tem, considerando a falta de pagamento adequado, problemas de infraestrutura das unidades escolares, desrespeito aos profissionais da educação, a gestão municipal decidiu gerir a contratação dos professores temporários da pior forma possível, rasgando a legislação existente.

Esse é o projeto para educação feirense do prefeito Colbert Martins Filho?

Leia a carta na íntegra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *