Em nova reabertura do comércio, Colbert coloca Feira no caminho do colapso total da saúde

Executiva Municipal do PSOL Feira de Santana, 16 de Junho de 2020.

No dia 15/06 (segunda-feira) o prefeito Colbert Martins autorizou novamente a reabertura do comércio com o argumento de que haverá um escalonamento e vigilância. No momento em que assistimos o aumento alarmante dos números de contaminação e mortes, tal atitude é extremamente irresponsável e até criminosa.

Retomando o histórico da doença aqui na cidade, o primeiro caso de COVID-19 em Feira foi confirmado no dia 06/03. No dia 22/04, um dia após a reabertura do comércio, haviam 66 casos confirmados, e 15 dias depois já haviam 106 casos. Embora tenha havido novo fechamento no dia 18/05, no final de maio somávamos 563 casos.
Mesmo considerando o fato de que a transmissão do vírus se dá de maneira exponencial, a citada reabertura do comércio gerou mais que o dobro de contaminados durante o período, para logo após subir de maneira descontrolada e chegar aos atuais 1.654 casos e 36 mortos. Sem mencionar que as previsões feitas para o município pelo portal Geocovid19 apontam que, sem políticas restritivas, nos próximos 30 dias poderemos chegar a mais de 17 mil pessoas contaminadas e ao colapso total do sistema de saúde municipal.

Além disso, sem políticas de distribuição dos insumos pelos bairros, transferência de renda direta para os setores mais vulneráveis, criação de linhas de crédito para microempresários, coletivos de cultura e cooperativas da economia popular e solidária, a prefeitura não garante o direito ao isolamento para estes setores, que se veem obrigados a sair para consumir e trabalhar. Por outro lado, a prefeitura não poupa esforços para viabilizar a ExpoFeira e garantir que os negócios de um punhado de empresários não sejam afetados.

Soma-se a isso a política de redução da frota e extinção de linhas de ônibus que contribui para aglomerações, os mais de 90 dias sem entrega da merenda escolar para os mais de 51.300 estudantes da rede municipal, e a debilidade das medidas restritivas, evidenciando que o governo municipal possui grande responsabilidade pelo adoecimento e morte de tantos feirenses.

O PSOL Feira de Santana vem denunciando as insuficiências das políticas municipais de combate à pandemia e apresentando propostas concretas para garantir o isolamento junto com a garantia econômica para quem mais precisa. Pois, ao contrário do governo municipal, nós priorizamos a vida acima do lucro e, em concordância com a Defensoria Pública do Estado, exigimos do prefeito Colbert que garanta o fechamento total do comércio para que se evite uma tragédia ainda maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *