Jhonatas apresentará carta aberta ao Prefeito em defesa das trabalhadoras e trabalhadores do “Shopping Popular”, contando com o apoio de mais 15 vereadores

ASCOM Jhonatas Monteiro

A situação das trabalhadoras e trabalhadores do comércio popular de rua relocados do centro da cidade para o dito “Shopping Popular” Cidade das Compras é cada vez mais delicada. Amargando uma queda brutal das vendas, a maioria dos pequenos comerciantes se vê sem condições de pagar as taxas de aluguel e condomínio, e até mesmo sem condições de se manter.

A condição vem sendo denunciada há algum tempo pelas próprias trabalhadoras e trabalhadores do local, que provocaram o Ministério Público a realizar uma audiência no mês de fevereiro e realizaram uma manifestação na semana passada. A postura do Poder Público Municipal, no entanto, vem sendo de descaso. Embora esteja diretamente implicada na questão, uma vez que o empreendimento é uma Parceria Público-Privada (PPP), a Prefeitura tem se recusado ao diálogo e não vem atendendo aos pedidos de audiência.

Acompanhando a situação do Shopping Popular desde o início, e motivado por essa situação de impasse, Jhonatas tomou a iniciativa de direcionar uma carta aberta ao prefeito Colbert Filho, solicitando que atenda aos pedidos de diálogo por parte das locatárias e locatários do Cidade das Compras. A carta foi subscrita por mais quinze vereadores e vereadoras, de diferentes partidos, incluindo os da base aliada da Prefeitura.

Salienta-se que, em vista do projeto “Novo Centro”, que pretende requalificar as ruas do centro da cidade, não havia alternativas para quem vive do comércio popular de rua a não ser a adesão ao contrato de aluguel com o Shopping Popular. O evidente fracasso desta manobra, entretanto, não deixa mais espaço para o discurso oficial de que a reorganização do centro da cidade vai às mil maravilhas. A postura inflexível do prefeito, a essa altura, não parece mais defensável, sequer para seus próprios apoiadores.

Faça o download do documento aqui.

CARTA ABERTA

24 de março de 2021

Excelentíssimo Senhor Colbert Martins Filho
Prefeito Municipal de Feira de Santana

A situação das trabalhadoras e trabalhadores do comércio popular de rua deslocados do centro da cidade para o dito “Shopping Popular” é hoje gravíssima. À queda nas vendas resultante da pandemia de Covid-19 soma-se a falta de clientes ocasionada pela infraestrutura ainda precária do local, que não está operando com os serviços âncora (agências bancárias, lotéricas etc.), não dispõe de sinalização adequada e nem está entregando os serviços acordados em contrato.

Esses fatores somados, levaram a uma queda generalizada de renda para aquelas pessoas que, impedidas de permanecerem nas vias centrais da cidade, precisaram contar apenas com boxes no referido Shopping. A grande maioria não consegue vender nada ou quase nada, não dispondo, consequentemente, de condições para pagar aluguel e condomínio. Em muitos casos, a realidade é de impossibilidade de conseguir o suficiente até para se alimentar.

Considerando que o retorno desses pais e mães de família para as ruas não é uma opção considerada pela gestão, haja vista as obras do projeto “Novo Centro”, está configurada uma situação de impasse que não será resolvida sem a participação ativa do Poder Público Municipal. Apesar disso, não tem havido o diálogo necessário por parte da Prefeitura: diversos pedidos de reunião sequer foram respondidos, ao ponto de recente manifestação ser realizada apenas para conseguir marcar uma audiência que, ainda assim, não foi realizada.

Assim, através desta carta aberta, solicitamos a compreensão de Vossa Excelência no sentido de que se disponha a receber, ouvir e dialogar com as trabalhadoras e trabalhadores que comercializam no Cidade das
Compras, contribuindo na busca de alternativas para a resolução das questões, em vista dos impactos econômicos e sociais que elas carregam, especialmente agora: durante o pior momento da Pandemia, quando a população mais pobre já está tão penalizada.

Subscrevem esta carta os vereadores:

Jhonatas Monteiro (PSOL)
Luiz da Feira (PROS)
Emerson Minho (DC)
Pedro Cícero (CIDADANIA)
Galeguinho (PSB)
Ivamberg Lima (PT)
Silvio Dias (PT)
Pedro Américo (DEM)
Jurandy Carvalho (PL)
Correia Zezito (PATRIOTA)
Pastor Valdemir Santos (PV)
Petrônio Lima (REPUBLICANOS)
Lú de Ronny (MDB)
Zé Curuca (DEM)
Lulinha (DEM)
Fabiano da Van (MDB)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *