Jhonatas se reúne com entidades da Polícia Civil para discutir a segurança pública no estado e as condições de trabalho da categoria

Em mais um momento de reflexão sobre as necessárias medidas em favor da segurança pública, nosso mandato se reuniu na última quinta-feira (12) com o grupo Juntos Somos Mais Fortes, formado por organizações de trabalhadoras e trabalhadores da base da Polícia Civil da Bahia, para discutir a política de segurança do estado. O diálogo tratou da questão da segurança pública como um direito da população e especialmente da sua relação com o papel investigativo da polícia e da inteligência enquanto mecanismos de enfrentamento à violência, para além do discurso hegemônico focado apenas nas ações de repressão.

Mereceram destaque os problemas estruturais que comprometem as condições de trabalho da Polícia Civil, especialmente de investigadores, escrivães e peritos técnicos, notadamente a defasagem do padrão remuneratório, a problemática das horas extras e a precariedade da infraestrutura das delegacias. Diante disso, o vereador se comprometeu com a articulação de uma audiência pública para tratar do tema em Feira de Santana através da Comissão de Reparação e Direitos Humanos da Câmara Municipal, a qual preside.

Jhonatas também se colocou à disposição para contribuir com o movimento, destacando que “qualquer discussão sobre segurança pública, entendida como um direito social, deve ocorrer do modo mais democrático possível”. Junto à equipe do mandato, participaram também da reunião Denilson Neves, Chico Deniara e Luiz Honorino, da Associação do Movimento Unificado dos Policiais Civis da Bahia (UNIPOL), Clarissa Gomes, do Sindicato dos Peritos em Papiloscopia (SINDPEP), José Roberto Cerqueira e Agrimaldo Souza, do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SINDPOC), e Jefferson Barlito, do Sindicato dos Escrivães de Polícia do Estado da Bahia (AEPEB Sindicato).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *