Um 29 de maio histórico

Sábado, dia 29 de maio de 2021, foi o dia em que o povo ocupou as ruas em todos os cantos do país em um momento histórico de luta. Foram mais de 200 cidades no Brasil e 14 no exterior em que ocorreram manifestações pelo “Fora Bolsonaro”, além desse ser o assunto mais comentado nas redes sociais, demonstrando que a maioria das brasileiras e brasileiros não aguenta mais o governo autoritário, corrupto, negacionista e genocida do atual presidente.


Aqui em Feira de Santana não foi diferente, e a militância do PSOL esteve presente, de máscara e álcool em gel na mão, panfletando, dialogando com as pessoas e ecoando a vontade da maioria: Fora Bolsonaro!

A pandemia de Covid-19 é decorrente do surgimento de um novo vírus, mas a grave crise sanitária, socioeconômica e humanitária que assola o país é decorrente das ações e inações desse governo e não poderá ser revertida sem a saída do presidente. Bolsonaro já provou que vai boicotar qualquer tentativa de proteção da vida durante a Pandemia, desde a geração de empregos e garantia de assistência a quem mais precisa até mesmo a vacinação, que ele tenta, a todo custo, atrapalhar. Para piorar, se aproveita da pandemia pra intensificar a política de violência e morte nas periferias, no campo, nas comunidades de povos tradicionais e a destruição do patrimônio público e ambiental do país.


O quadro em Feira de Santana também não é animador. Atingimos, mais uma vez, uma taxa crítica de ocupação de leitos, os ônibus lotados já nem chocam mais, os estabelecimentos comerciais e de serviços estão abertos de modo irrestrito, não há qualquer tipo de fiscalização que garanta a segurança das trabalhadoras e trabalhadores. De modo objetivo, não há qualquer política efetiva de combate à Pandemia em curso atualmente no município, e na última quinta (27 de maio), registramos 374 casos de Covid-19 em um único dia. Esse quadro nos impõe a necessidade de irmos às ruas, quantas vezes for preciso, lutar por aquilo que nem o governo Bolsonaro nem o governo Colbert estão dispostos a fazer.
Em todos os lugares, nossa luta é por comida no braço e vacina no prato, e se nos dispomos a lutar em meio a Pandemia, é porque o governo é mais letal do que o vírus.
Fora Bolsonaro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *